Ligação de Motores Elétricos 12 pontas

Amigos já foi postado semana passada os fechamento de motores elétricos de 6 pontas você pode consultar clicando aqui, agora nesse artigo mostraremos como deve ser realizado o fechamento de motores de 12 pontas conforme sua tensão de rede de alimentação.

Bobinas numeradas de um motor trifásico de 12 pontas.
Numeração das bobinas de um motor trifásico.

Primeiro fechamento estará em duplo triangulo ou triangulo paralelo, esse fechamento deve ser realizado se sua tensão de alimentação for trifásico 220V, assim cada bobina receberá a tensão nominal da rede.

Então devemos juntar as pontas 1,6,7,12 e fechar com a Fase R. e isolar.
Segundo passo juntar as pontas 3,5,9,11 e fechar junto com a Fase S e isolar
Terceiro passo juntar as pontas 2,4,8,10 e fechar junto com a Fase T e isolar

Pronto seu motor estará fechado em duplo triangulo o fechamento necessário para a tensão da rede em 220V.


Agora nesse segundo fechamento será em duplo estrela ou estrela paralelo, esse fechamento será realizado sempre que sua tensão de rede for 380 Volts Trifásico.

Primeiro passo, junte o fio 1,7 Fase R. Isole
Segundo passo, junte o fio 2,11 Fase S. Isole
Terceiro passo, junte o fio 3,9 Fase T. Isole
Quarto passo, junte as pontas que sobrou 4,5,6,8,10 e 12 feche entre si e isole.

Pronto nessa forma você realizou o fechamento do motor em duplo estrela nessa forma mesmo com a tensão de 380 Volts seu motor receberá apenas os 220V em suas bobinas.


Nesse terceiro fechamento estarei realizando o fechamento em triangulo serie, esse fechamento você só ira realizar caso sua tensão de rede for de 440 volts trifásico.

Primeiro passo junte as pontas 1,12 isole e ligue na Fase R.
Terceiro passo junte as pontas 3,11 isole e ligue na Fase S.
Quarto passo junte as pontas 2,10 isole e ligue na Fase T.
Quinto passo junte 9 e 6 isole, Junte 4 e 7 isole, junte 8 e 5 isole.

Pronto dessa forma você estará realizando o fechamento em triangulo em serie, somente se caso sua tensão de alimentação for 440 Volts que não é comum de ser encontrado.


Nesse quarto fechamento estarei realizando o fechamento em estrela em serie. Esse tipo de fechamento deve ser realizado somente para Partidas Estrela Triangulo.

Bom pessoal é isso qualquer dúvida comente abaixo para podermos discutir sobre o assunto, um forte abraço Felipe Vieira.

Veja aqui como você pode ser um ótimo profissional realize o curso de comandos elétricos.

Amigos já foi postado semana passada os fechamento de motores elétricos de 6 pontas você pode consultar clicando aqui , agora nesse artigo ...

Sensor Indutivo o que é e como funciona

INTRODUÇÃO

Nos sistemas de automação, os sensores desempenham um papel fundamental. São responsáveis pela conversão de uma grandeza física para um sinal elétrico, que pode ser compreendido pelo controlador lógico programável (CLP). Dentre os inúmeros tipos de sensores com diferentes funções, existe o sensor indutivo. Este tipo de sensor apresenta a capacidade de detectar objetos metálicos em pequenas distâncias. Sendo, portanto, definido como um sensor de proximidade.
sensor indutivo sensor indutivo Sensor Indutivo : O que é e como funciona sensor indutivo
Figura 1. Sensor indutivo
Sensor indutivo possue algumas características que tornam seu uso uma opção muito viável e vantajosa na aplicação em sistemas industriais. Por não possuírem partes móveis, o sensor indutivo possue uma vida útil prolongada em relação aos sensores fim de curso que utilizam contatos mecânicos. Adicionalmente, são componentes muito bem vedados e que podem trabalhar em ambientes com poeira (não metálica) e até mesmo em contato com líquidos. E apesar da pequena distância de detecção, apresenta ótima precisão e, portanto, repetibilidade em medições de proximidade.

2 – PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO DO SENSOR INDUTIVO

O sensor indutivo é composto por um núcleo de ferrite envolto por uma bobina, um circuito oscilador e, por fim, um circuito disparador em conjunto com um amplificador (Disparador de Schmitt). Como apresentado na figura2.
sensor indutivo funcionamento sensor indutivo Sensor Indutivo : O que é e como funciona sensor indutivo funcionamento
Figura 2. Esquema de funcionamento do sensor indutivo.
O princípio de funcionamento do sensor indutivo se dá a partir do um campo eletromagnético variável que é gerado pelo oscilador em conjunto com a bobina na extremidade do dispositivo. Quando um material metálico penetra este campo, são induzidas pequenas correntes parasitas. Com a indução no metal, ocorre uma diminuição na energia do campo e, consequentemente na amplitude do sinal proveniente do oscilador. Quando este sinal se torna muito baixo, o circuito de disparo percebe a mudança e altera a tensão de saída. Fornecendo uma resposta lógica, de nível alto ou baixo, que pode ser utilizada no controle do processo.

3 – CATEGORIAS DE SENSOR INDUTIVO

Ao escolher um sensor indutivo, devem ser levados em conta alguns aspectos construtivos. Dentre os sensores de indução disponíveis no mercado, podem ser encontrados os que possuem tensão de saída em nível contínuo (CC) ou alternado (CA). Os sensores indutivos de saída CC possuem modelos de dois, três ou quatro fios. Enquanto os sensores CA apresentam somente dois fios, sendo sua alimentação feita em sequência com a carga.
Adicionalmente, o chaveamento do sensor CC pode ser normalmente aberto (NA) ou normalmente fechado (NF), que deve ser escolhido de acordo com a necessidade do projeto. Em alguns modelos, mais especificamente nos modelos CC de três ou quatro fios, os transistores utilizados no circuito amplificador podem ser do tipo PNP ou NPN. Portanto, se o sensor possuir característica PNP, o potencial positivo será ligado e, caso seja NPN, a ligação deverá ser feita pelo fio de potencial negativo.
Quanto aos perfis destes sensores, há dois principais formatos diferentes. Os sensores tubulares (cilíndricos) e os sensores retangulares. As dimensões dos sensores indutivos cilíndricos variam em torno de 3 a 40 mm de diâmetro. Podendo, ou não, possuir rosca externa para a fixação.  Já os do tipo dito retangular são encapsulados em dimensões e formatos que diversificados, de acordo com os fabricantes.
A distância de detecção que um sensor indutivo pode apresentar também pode variar de 1,5 mm até cerca de 120 mm no caso de sensores indutivos especiais para longas distâncias.
Quanto à forma de conexão dos sensores indutivos, esta pode ser feita por meio de cabos, conectores, pinos ou terminais parafusados. De acordo com as características de montagem do sensor.

4 – APLICAÇÕES

Os sensores indutivos podem ser aplicados em diferentes funções relacionadas à percepção de proximidade. Dentre as principais aplicações deste tipo de sensor estão:
  • Detecção de presença ou ausência de um material metálico;
  • Detecção de passagem de material;
  • Detecção de fim de curso;
  • Contagem e reconhecimento de pulsos por meio de componente mecânico dentado;
  • Identificação de materiais metálicos;
  • Leitura de posição (longa distância);
O sensor indutivo é um dispositivo que apresenta versatilidade, oferece segurança nas aplicações de automação e, portanto, possui grande utilidade na indústria.

Co-Autoria: Guilherme Cano lopes
Estudante de Engenharia de Controle e Automação pela UNESP e técnico em mecatrônica pela ETEc Getúlio Vargas. Durante a faculdade foi bolsista de iniciação científica e membro da equipe de pesquisa em robótica móvel da UNESP, participando em competições como a Robocup.  Atualmente é estagiário na empresa Citisystems.

INTRODUÇÃO Nos sistemas de automação, os sensores desempenham um papel fundamental. São responsáveis pela conversão de uma grandeza fís...

Sensor Capacitivo o que é e como funciona


INTRODUÇÃO

Neste artigo, abordaremos o funcionamento, vantagens e desvantagens do sensor capacitivo ou sensor detector de proximidade de efeito capacitivo. Este tipo de sensor permite a detecção sem contato e a medição linear de pequenos deslocamentos, da ordem de aproximadamente zero até três centímetros com uma resolução que pode chegar à nanométrica.
sensor capacitivo sensor capacitivo Sensor Capacitivo : O que é e como funciona? sensor capacitivo
Figura 1. Sensor capacitivo ou de proximidade capacitivo.
Embora apresente a mesma função principal, o sensor capacitivo possui algumas características diferentes em relação aos sensores de proximidade que operam a partir de corrente parasita, tais como os sensores indutivos.

2 – FUNCIONAMENTO E CONSTRUÇÃO DO SENSOR CAPACITIVO

Antes de entender o funcionamento de um sensor capacitivo, são necessárias algumas definições. Capacitância é a capacidade de um material de armazenar carga elétrica. No campo da eletrônica, este princípio é geralmente associado ao dispositivo armazenador de energia chamado capacitor.
sensor capacitivo representacao sensor capacitivo Sensor Capacitivo : O que é e como funciona? sensor capacitivo funcionamento
Figura 2. Representação de um capacitor de placas paralelas.
Para melhor entendimento, considere um capacitor de placas paralelas. Este tipo de capacitor possui duas placas de material condutor posicionadas paralelamente e, entre elas, existe um material isolante (dielétrico). O valor da capacitância mútua é proporcional ao índice de permissividade do material dielétrico, que é uma propriedade do material, e à área “A” das placas. E é inversamente proporcional à distância “D” entre as superfícies.
sensor capacitivo opera de forma similar ao capacitor. No entanto a capacitância do sensor é variável de acordo com a distância entre a superfície de leitura do sensor e o material a ser detectado. Também podem ocorrer mudanças na capacitância do sensor pela captação de material condutivo ou dielétrico. A alteração da capacitância por fim representa uma variação no sinal elétrico emitido pelo dispositivo.

3 – SENSORES DE PROXIMIDADE: SENSOR CAPACITIVO X SENSOR INDUTIVO.

Nas aplicações industriais, existem casos em que o sensor capacitivo leva vantagem. Em outros casos, os sensores de indução oferecem maiores vantagens. E existem situações em que as demais categorias de sensores, como os ópticos ou ultrassônicos, podem suprir melhor a necessidade do projeto por possuírem maior alcance.
Considerando o efeito de campo elétrico do sensor capacitivo e o efeito de campo magnético do sensor indutivo, diversas diferenças de operação são notáveis. A tabela 1 apresenta uma análise comparativa entre as duas famílias de sensores de acordo com determinados fatores de operação.
sensor capacitivo tabela sensor capacitivo Sensor Capacitivo : O que é e como funciona? sensor capacitivo tabela
Tabela 1. Comparação resumida entre as categorias de sensor capacitivo e indutivos.
De acordo com a tabela 1 é possível verificar que, em determinadas situações, a escolha do sensor capacitivo é mais adequada. Como por exemplo, situações em que é necessária a instalação de sensores lado a lado ou em embutidos partes metálicas, onde o campo magnético do sensor indutivo pode causar maior interferência.  Além de detectar também materiais não condutores.
Por outro lado, os sensores indutivos possuem melhor alcance e permitem melhor operação sujeita a poeira e sujeira. Visto que possuem uma vedação muito boa além de não captar os materiais não condutores.

4 – APLICAÇÕES DO SENSOR CAPACITIVO

Devido a sua alta precisão, boa parte das aplicações destes sensores tem relação com a medição de precisão. Algumas destas aplicações específicas dos sensores capacitivos estão listadas abaixo:
  • Medição de posicionamento com alta precisão:
  • Medição de espessura:
  • Testes de linha de produção/verificação de uniformidade nas dimensões dos mecanismos produzidos.
  • Identificação da composição de certos materiais de diferentes permissividades.
  • Aplicações gerais de sensores: Chave fim de curso sem contato, contador, entre outras funções.
Portanto, conclui-se que o sensor capacitivo é muito útil quando uma resolução alta é necessária. Além de possuir funções que complementam certas limitações dos sensores indutivos e vice-versa.


Co-Autoria: Guilherme Cano lopes
Estudante de Engenharia de Controle e Automação pela UNESP e técnico em mecatrônica pela ETEc Getúlio Vargas. Durante a faculdade foi bolsista de iniciação científica e membro da equipe de pesquisa em robótica móvel da UNESP, participando em competições como a Robocup.  Atualmente é estagiário na empresa Citisystems.

INTRODUÇÃO Neste artigo, abordaremos o funcionamento, vantagens e desvantagens do  sensor capacitivo  ou sensor detector de proximi...